CIRURGIA DA OBESIDADE

FALE COMIGO
51 3336 0890 AV. IPIRANGA, 6.690 / 302

Causas da Obesidade

O ambiente moderno é um grande estímulo para o aumento de peso.

O consumo exagerado de produtos industrializados e alimentos com grande quantidade de açúcares e gorduras saturadas associados a um estilo de vida sedentário são fatores ambientais determinantes para o aumento na incidência da obesidade. Parece simples entender: se ingerimos mais calorias do que gastamos, vamos ganhar peso e acumular gordura. No entanto, nosso organismo é bastante complexo e essa fórmula não é tão simples. A influência genética também tem um papel decisivo na origem da obesidade; filhos de pais obesos tem uma propensão maior ao desenvolvimento da doença.

O consumo de alimentos depende basicamente de dois fatores: necessidade e desejo. O nosso organismo precisa de energia para manter as suas funções vitais e por isso sentimos fome. A sensação de fome, de saciedade e de prazer dependem de uma interação complexa entre o nosso cérebro, estômago e intestino através de substâncias chamadas hormônios. O problema surge quando há uma desregulação nessa interação, provocando um aumento da fome, uma diminuição da saciedade e um desejo de comer que pode fugir do controle.

Podemos alterar nosso balaço calórico (fórmula = consumo calórico – gasto energético) pelo aumento do consumo calórico e/ou pela diminuição do gasto energético. O gasto de energia diário é determinado pelo metabolismo basal (energia mínima para manter as funções vitais do organismo), pelo efeito térmico dos alimentos (alguns alimentos fazem com que o organismo gaste mais energia para digestão) e pelo gasto de energia com atividade física.

Existem também vários fatores que contribuem para a obesidade e podemos destacar o estresse da vida moderna associados à ansiedade e a depressão.

CALCULE SEU IMC
Rafael Ramos

Minha História

Nasci em Porto Alegre em 16 de maio de 1979. Sou filho de professores e fui criado dentro dos preceitos maristas de simplicidade, solidariedade e amor à família. Ingressei na Escola Marista com 5 anos, onde permaneci até o fim do segundo grau. Desde muito cedo já sabia que queria ser médico, embora tivesse pouco conhecimento sobre a profissão e a carreira médica.

Aos 15 anos fui submetido a um procedimento cirúrgico e passei por situações muito difíceis; a partir daí estava decidido que seria médico cirurgião, como forma de retribuir a graça de estar vivo e acalentar o sofrimento alheio.

Ingressei na Faculdade de Medicina da PUCRS em 1999, e já nas primeiras lições de anatomia confirmaram que deveria seguir a carreira cirúrgica.

SAIBA MAIS
Dr. Rafael Jacques Ramos
CREMERS 28819